lógica ilógica →←

Sem velas.

Posted in "devaneio" by lucasrsrs on 3 de novembro de 2009

A atmosfera afogava. Parecia estar revivendo o útero. Ouvia os secos gritos amanhã, e a respiração ofegava. Agonizava.

Os sinos batiam a meia-noite, e o som ecoava pelos telhados e labirintos, entrando incômodo em seus ouvidos. Meia-noite e um. Cada músculo, cada osso, cada tendão latejava de dor. Uma lágrima se manuscrevia por seu rosto pálido e frio. No entanto, a gravidade hesita em torná-la realidade.

A insônia envolve com desespero e ansiedade pelo dia seguinte. A vida começa a se fomentar ao redor do feto. O verde se estabelece não só nas paredes brancas e pálidas como sua pele, mas também pela própria pele, assustada com o som a sua volta, substituindo o silêncio, ela abre os olhos cansados.

Observa brotar o dia no quarto, pelos poros da cortina. O sol é preguiçoso ao atravessar cada milímetro… a impaciência cresce…cresc…cres…cre…cr…c…

Feliz, finalmente ela adentra o reino tangencial que deveria ter encontrado antes, só não sabia onde procurar. A melhor sensação sentida, mas jamais lembrada. Então, nesse céu, agora nublado e escurecido, estoura um trovão, que a envia de volta à angústia, à antipatia, à monotonia e à enxaqueca.

Meia-noite e três.

Só então, ela nota de fato não lembrar. Só então, ela pendura o pescoço no lustre da sala. Só então, sua impaciência some.

Anúncios

Recomeço

Posted in "pessoal" by lucasrsrs on 28 de outubro de 2009

Venho por intermédio desse blog…escrever.
Sim, sim, simplesmente escrever. Não tenho muitas pretensões agora.
E sinceramente não sei se vou escrever bem, muito ou por muito tempo.
Mas senti a necessidade de praticar, antes que eu enferruje.
Principalmente como jornalista, não escrever seria deprimente.

Depois eu faço um layout legal, e começo o blog de verdade.
Por sinal, esse não foi o primeiro título que veio à minha cabeça, mas todos os outros já estavam ocupados…

Me faltam temáticas, conhecimento e tal, mas vou fazer o melhor.
Por hora, é isso.

Há braços.